Secretário destaca importância da proteção do produtor rural em encontro nacional
14/08/2021 - 17:32

O secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, participou, nesta quinta e sexta-feira (12 e 13/08), da 77ª Reunião Ordinária do Colégio Nacional dos Secretários de Segurança Pública (Consesp) em Goiânia, no Estado de Goías. O encontro reuniu os gestores da área da segurança pública de 24 unidades federativas do Brasil e teve como objetivo discutir e compartilhar as boas práticas e estratégias sobre os mais diversos assuntos na área da segurança, mas com foco na segurança pública do meio rural.

A presença do secretário Marinho na reunião permitiu que o Paraná, que também possui um território predominantemente rural, adquirisse informações sobre o modo como a segurança pública tem se desenvolvido e melhorado no restante do país, na região do campo. E com essa discussão entre os titulares da segurança pública de cada estado, a proteção da população campestre avança mais um passo.

“Com o trabalhador do campo sendo o principal elemento do brasão paranaense, a parceria da região rural com a segurança pública do estado assume um papel fundamental na proteção do morador rural e do produtor agropecuário, portanto, a modernização do policiamento no campo sempre está em pauta e ainda mais a partir de agora”, disse o secretário Marinho. “Diante do grande número populacional campestre do Brasil, e do extenso território pelo qual está distribuído, necessita-se deste tipo de encontro nacional, o que impulsiona o tema”, completou.

Ainda segundo ele, foi possível compartilhar idéias do Paraná e tirar duvidas sobre o tema. “Os produtores rurais são responsáveis pelo abastecimento do país com diversos produtos e por isso merecem atenção especial. Então, a partir de agora, pretendo levar as ideias adquiridas no encontro para discussão com meu núcleo duro da segurança pública para que, juntos, possamos, melhorar a segurança na área rural do Paraná”, destacou.

O encontro foi aberto com a presença do governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado o qual lembrou que essa discussão é fundamental hoje no contexto em que o país está inserido no mercado mundial. “Devemos ver o que podemos fazer em conjunto, e cada estado individualmente, para que essa parcela da população tenha uma atenção melhor”, pediu. “Vocês secretários são mais especialistas em segurança, mas acredito que precisamos trabalhar juntos para atingirmos o cidadão.”

O secretário da segurança de Goiás, Rodney Miranda, anfitrião do evento, frisou que o objetivo é o intercâmbio ideias. “A reunião foi bastante profícua, pois a segurança rural por muito tempo foi deixada de lado em diversas regiões, os proprietários rurais eram tomados por bandidos, isso está mudando e precisamos agir ainda mais rápido para que eles tenham a merecida segurança pública.”

O secretário da Segurança Pública do Tocantins e presidente do colegiado, Cristiano Barbosa Sampaio, foi o moderador das pautas executivas e abriu a palavra para que todos os secretários presentes pudessem debater ideias. “Este é um momento muito importante para trocar experiências e fazer da segurança do Brasil ainda maior, com a participação ativa de nossos secretários da segurança pública”, destaca. “A segurança nosso campo deve ser uma das prioridades no país, visto que é uma área bastante importante é por isso essa proposta de discussão”, completou.

Participaram do início dos trabalhos, além das autoridades já citadas, deputados estaduais e federais, autoridades civis e militares e convidados. Também participam os secretários de estado da segurança pública de 24 estados do país.

VISITAS TÉCNICAS - A agenda dos secretários em Goiânia também saiu das discussões em salas e foi para a prática com a visita no Batalhão Rural e na Escola Superior da Polícia Civil, onde as autoridades puderam conhecer um pouco da realidade das duas instituições, por meio de explanações e exploração dos ambientes físicos de ambas as unidades.

No Batalhão, os secretários foram recepcionados pelo Comandante do Batalhão Rural Tenente coronel-coronel André Luiz de Carvalho, responsável pelas operações no serrado. O oficial da PM fez uma apresentação sobre a estrutura e funcionamento do Batalhão, que surgiu em 2014, e ganhou reforço e mais importância com o caso Lázaro, o qual tomou os noticiários nacionais recentemente. “Foi um caso que marcou nossa história e que nos mostrou onde precisamos melhorar e o que já temos feito certo”, disse.

Já na Escola Superior da Polícia Civil de Goiás a comitiva foi recepcionada por delegados e investigadores e pelo diretor da instituição de ensino, Dr. Daniel Adorni. Ele aproveitou a oportunidade para apresentar a estrutura da escola e explanar sobre as ações que vem sendo feitas para que o ensino corporativo seja mais discutido e valorizado na sociedade.

“A intelectualidade na investigação policial começou em Paris há dezenas de anos, mas queremos que ela seja amplamente reconhecida”, disse o delegado. Também neste local os integrantes da Polícia Civil falaram sobre a importância da integração com a Polícia Militar e também de estarem próximos à comunidade rural.

Para o secretário da Segurança Pública do Paraná, coronel Marinho, a visita in loco às unidades apresentadas foi de grande valia para o Paraná. “Estamos levando muita experiência, boas práticas exemplos que podemos estudar se é possível aplicar em nosso estado para melhorar a segurança pública da área rural”, avaliou.

GALERIA DE IMAGENS