Segurança

25/04/2012

Parceria com Prefeitura de Quatro Barras viabiliza nova delegacia de polícia

Uma parceria entre a Prefeitura de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, e a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) deve agilizar a implantação de uma nova delegacia na cidade. Na manhã da última terça-feira (24) o prefeito Loreno Tolardo oficializou a entrega da escritura de doação de uma área de 2.624 metros, onde deverá ser construída a nova estrutura projetada nos moldes da Delegacia Cidadã, idealizada pela Sesp.

A previsão é de que a nova delegacia esteja funcionando até o final do ano. A escritura de doação do terreno foi encaminhada ao secretário de Estado da Administração e Previdência, Luiz Eduardo Sebastiani, que assinou o documento enquanto procurador do Estado.

A Delegacia Cidadã de Quatro Barras, cujo projeto prevê uma estrutura de 600 metros quadrados, vai funcionar entre a Agência do Trabalhador e o Terminal Rodoviário. A construção do prédio, que soma um investimentos de mais de R$ 3,5 milhões, será viabilizada com recursos da Sesp. O edital de licitação da obra deve ser publicado até o final de maio, enquanto o início da construção da nova delegacia está previsto para o segundo semestre deste ano.

Além de um posto do Instituto de Identificação, a delegacia vai contar com duas salas de atendimento especiais para mulheres e crianças vítimas de violência, sala específica de reunião para operações policiais, sala de investigação, sala para o delegado e escrivão chefe e uma pequena carceragem com duas celas para reter os presos apenas durante os procedimentos legais. “A Delegacia Cidadã propõe um atendimento diferenciado à população, com uma estrutura de alto padrão e serviços complementares, como um Posto do Instituto de Identificação. É um projeto que prevê, sobretudo, a humanização do atendimento”, disse o prefeito.

O novo modelo de delegacia também se destaca pela forma de atendimento prestado aos cidadãos. A nova estrutura terá entradas separadas, uma para atendimento ao público e outra para os presos. Além disso, a cadeia feminina que hoje funciona no município, com cerca de 20 presas, será removida. “Um dos diferenciais da delegacia é exatamente este, as pessoas não terão mais contato com os presos quando forem registrar um Boletim de Ocorrência. Serão entradas separadas e um atendimento diferenciado”, disse o delegado-chefe da Assessoria Civil da Sesp, Rafael Vianna.

Também participaram da reunião o promotor de Justiça, Octacílio Sacerdote Filho; a tabeliã Denilze de Araujo Souza Inkote; o delegado de polícia de Quatro Barras, Wilciomar Voltaire; e os secretários municipais de Ordem Pública e Segurança, Cariovaldo Ferreira; de Governo, Rafael Ribeiro e de Indústria, Comércio e Trabalho, Frederico Bernardi.

Fonte: PC/PR

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.