Polícia Civil

10/07/2018

Polícia Civil de Cerro Azul prende padrasto por cárcere e abuso sexual contra 2 enteadas

Policiais civis da Delegacia de Cerro Azul, com apoio do Conselho Tutelar, prenderam indivíduo acusado de estupro de vulnerável, cárcere privado e violência doméstica contra sua esposa e 2 enteadas menores de 12 anos.
A suspeita do caso iniciou a partir de uma denúncia que o Conselho Tutelar recebeu da professora de uma das vítimas. De acordo com a denúncia, a aluna reclamava que seu padrasto abusava sexualmente dela e da irmã.
Antes de levar o caso à Polícia, os conselheiros tutelares foram até á residência do casal buscar a mãe da criança, quando o suspeito ameaçou os servidores e a mãe das crianças, além de recusar a entregar a outra menina para a mãe e o Conselho Tutelar.
Segundo os conselheiros, o suspeito falou que ficaria com a criança para que a mãe não contasse os fatos para a polícia e em tom ameaçador, afirmou que se o Conselho aparecesse novamente na casa para buscar a outra criança, ele pegaria o facão, mataria os conselheiros e comeria os fígados.
Depois do fato, os conselheiros foram com a mãe e uma das crianças até à delegacia e relataram o fato ao delegado titular de Cerro Azul, Tiago Wladyka. Diante das denúncias, o delegado e investigadores foram até o local e efetuaram a prisão em flagrante do indivíduo, além de resgatarem a outra criança. Os policiais apreenderam, ainda, um facão, um machado e uma foice usada nas ameaças contra a esposa e crianças.
Em depoimento, a mãe disse que além das ameaças e agressões, o preso ainda abusava sexualmente das enteadas. O caso continuará a ser investigado pela delegacia de Cerro Azul.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.