Polícia Militar

12/06/2018

Polícia desarticula quadrilha de tráfico e prende militares

A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) foi alvo das operações Visconde do Rio Branco e a Spectrus nesta terça-feira (12). Coordenadas pelo 22º Batalhão de Polícia Militar, as ações foram deflagradas para cumprir 96 medidas judiciais, entre mandados de busca e apreensão e de prisão. O objetivo é desarticular uma quadrilha que dominava o tráfico de drogas na capital e cidades do entorno.

As operações começaram as 6 horas da manhã e até o início da tarde 18 civis já haviam sido detidos. Além deles, 10 policiais militares também foram presos por suspeita envolvimento com o tráfico e outros crimes. Foram apreendidas 12 armas de fogo (sendo duas longas), 103 celulares, 13 veículos, 23 computadores e cerca de 4 quilos de drogas. “As diligências continuam e mais pessoas podem ser localizadas e presas”, afirma o comandante do 22º Batalhão da PM, tenente-coronel Sergio Augusto Ramos.

As operações contaram com o apoio da corregedoria-geral da PM, da Delegacia de Combate a Corrupção do Governo do Estado (DCCO), Ministério Público Estadual, e a colaboração do Poder Judiciário de Colombo, além da Vara da Auditoria Militar. As abordagens foram comandadas pelo Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e acompanhadas por helicóptero e drone do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

EFETIVO - Foram empregados 380 policiais militares e 120 viaturas policiais das Unidades envolvidas. Também participaram efetivo e viaturas unidades de batalhões do interior do Estado. O foco da ação foi a desarticulação das atividades de comércio de drogas que imperavam no bairro Guarani, em Colombo. Também foram cumpridos mandados de busca em São José dos Pinhais e Curitiba.

Os pontos foram identificados por meio de um trabalho de inteligência feito pelos policiais militares, cruzando informações e dados que levaram as equipes a confirmar a atividade ilícita. A investigação durou um ano. De acordo com o levantamento, o bairro Guarani abrigava um dos maiores pontos de tráfico de drogas da RMC.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.