Polícia Civil

12/01/2018

Polícia prende rapaz suspeito de tentativa de homicídio

Um rapaz, de 22 anos, suspeito por uma tentativa de homicídio contra um jovem de 24 anos, foi preso na manhã de quinta-feira (11/01), no bairro Rio Verde, no município de Colombo – Região Metropolitana de Curitiba. A prisão foi realizada por uma equipe de investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No local, a polícia encontrou ainda uma pistola de calibre 380, bem como porções de maconha embaladas – prontas para serem comercializadas.

O crime aconteceu no dia 11 de outubro de 2017, no bairro Atuba. Na ocasião, a vítima estava caminhando na rua, quando um veículo, conduzido pelo suspeito, diminuiu a velocidade e disparou diversos tiros de arma de fogo contra o rapaz e em seguida fugiu do local. A vítima foi socorrida e encaminhada ao hospital onde recebeu todos os atendimentos e passa bem.

Segundo informações policiais, o crime teria sido motivado por um disputa de ponto de tráfico de drogas, envolvendo duas quadrilhas rivais da região do Atuba próximo a divisa com o município de Colombo.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Sabrina Barreiros Alexandrino as investigações duraram cerca de três meses, e através de um trabalho minucioso de inteligência, a equipe da 1ª Delegacia de Homicídios (DH) conseguiu identificar o suspeito e chegar até ele.

“As testemunhas ouvidas na delegacia foram unânimes em dizer que visualizaram o rosto do rapaz no dia dos fatos, reconhecendo-o como autor dos disparos”, informa Sabrina.

Diante das informações e demais provas levantadas contra o suspeito, a DHPP solicitou um mandado de prisão preventiva contra o suspeito, expedido pela 1ª Vara Privativa do Júri, e efetuou a prisão. “Vale ressaltar que a arma apreendida na ação policial, será encaminhada a perícia para constatar se foi a mesma utilizada no crime”, finaliza a delegada.

O homem responderá por tentativa de homicídio, além de ser autuado em flagrante por porte e posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Se condenado, poderá pegar mais de 20 anos de prisão.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.