Polícia Civil

11/10/2017

Polícia Civil deflagra Operação “Eríneas” e prende doze pessoas por tráfico de drogas

 Doze pessoas, entre elas uma senhora de 77 anos, foram presas pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico, na manhã desta terça-feira (10), durante a Operação “Eríneas”, desencadeada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) no Norte do Paraná. Uma adolescente de 16 anos, neta da suspeita, também foi apreendida em flagrante na ação.

Vinte e seis mandados judiciais, entre eles 12 mandados de prisão preventiva, nove de busca e apreensão e cinco de bloqueio de veículos, foram cumpridos no decorrer da operação em diversos bairros da cidade de Bela Vista do Paraíso e na Zona Norte de Londrina.

A ação policial resultou na apreensão de quatro mil pinos de cocaína, totalizando em média, três quilos da substância, além de aproximadamente três quilos de maconha. Na residência da mulher de 77 anos, os policiais localizaram ainda 140 porções de cocaína e 500 porções de maconha, ambas embaladas e prontas para serem comercializadas.

O delegado responsável pela operação, Lanevilton Theodoro Moreira, lembra que as investigações referente a essa quadrilha já acontecem há aproximadamente um ano. “Durante esse período outras 12 pessoas foram presas em flagrante e outros dois adolescentes foram apreendidos, todos pelo crime de tráfico de drogas, alguns deles inclusive tentando entrar com drogas na carceragem da Delegacia de Bela Vista”, afirma.

Moreira ressalta ainda que, nesta operação, foi possível prender um homem de Londrina, suspeito de liderar a organização criminosa, bem como distribuir as drogas para Bela Vista do Paraíso. “Constatamos ainda que ele é proprietário de um grande estabelecimento de comércio de autopeças para motocicletas, localizado na região Central de Londrina. Agora as investigações continuam, no sentido de investigar se o local estava sendo utilizado para lavagem de dinheiro proveniente do tráfico”, completa o delegado.

Ao todo 40 policiais civis participaram da operação, que contou com o apoio da Delegacia de Bela Vista do Paraíso, Delegacia de Homicídios de Londrina, da 22ª Subdivisão Policial (SDP) de Arapongas, do Grupo Fera – Força Especial de Resgate e Assalto e do Canil da Denarc.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.