Operação Ágata II é apresentada o Consesp em Foz do Iguaçu
07/10/2011 - 16:50

A Operação Ágata II criada no mês passado para combater e fiscalizar a criminalidade na região fronteiriça foi tema, na manhã desta sexta-feira (07), da palestra do general de Divisão Williams José Soares, comandante da 5.ª Região Militar e 5.ª Divisão do Exército (Curitiba). Ele participou da 41.ª reunião do Colégio Nacional dos Secretários de Segurança Pública (Consesp), em Foz do Iguaçu.

A operação, que segue até o fim deste mês, é coordenada pelo Exército Brasileiro e agrega forças de segurança pública do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, e atua em 150 quilômetros de fronteira dos quatro estados. O general Soares e o general de Brigada Ajax Porto Pinheiro, comandante da 15.ª Brigada de Infantaria Motorizada, também participaram da explanação. O principal objetivo da operação é combater a criminalidade com a união das forças de segurança pública.

“Esta é uma operação positiva e estimulante na medida em que é fruto de uma conversa entre o governador Beto Richa e o ministro da Defesa, Celso Amorim. Avançamos muito na integração com as Forças Armadas, e já temos uma ótima experiência na integração com as forças estaduais de segurança pública do Paraná, como a Policia Militar, a Polícia Civil, e também com as forças federais”, ressaltou o secretário paranaense da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César.

A operação trouxe, segundo o secretário, vários resultados visíveis no que se refere à proteção da fronteira do Paraná. “Trata-se de parte de um conjunto de ações e medidas na perspectiva de integração, da cooperação, da comunhão de esforços, sem vaidades institucionais”, disse.

O general Soares explicou que a operação envolveu a presidente da República, Dilma Rousseff, o ministro da Defesa, e o apoio das forças federais e estaduais. “Isso precisa acontecer mais vezes. Vamos repetir esta operação prolongando seus resultados”.